Diretoria de Trânsito - DTR
Gerência de Engenharia de Tráfego - GET / Setor de Cadastro e Estatística - SCE
ESTATÍSTICAS DE ACIDENTES DE TRÂNSITO - SOROCABA
INTRODUÇÃO

Segundo dados apurados pelo Censo/IBGE/2010, Sorocaba teria na época uma população de 586.311 habitantes e uma taxa de crescimento vegetativo de aproximadamente 1,8% ao ano. Estima-se que, atualmente, este número esteja em torno de 671.186 habitantes (estimativa IBGE / 2017) com evolução média de 1,52% ao ano entre 2009 e 2018 .

Possui uma frota veicular registrada de 485.197 veículos (dezembro/2018 segundo DETRAN) e sustenta uma taxa de evolução média de 4,66% ao ano, com base no período compreendido entre os anos 2009 a 2018. Estima-se que a frota flutuante gire em torno de 15% de veículos provenientes de outros municípios, principalmente dos vizinhos, que utilizam-se diariamente do sistema viário urbano e das rodovias locais, intermunicipais e interestaduais, onde processam-se diariamente milhares de deslocamentos de pessoas e mercadorias.

Desde 1997 a administração municipal investe na gestão do trânsito, por meio da Secretaria de Transportes. Cabe lembrar que, o advento do Código de Trânsito Brasileiro - CTB, sancionado pelo então presidente da República Fernando Henrique Cardoso, no dia 23 de setembro, conforme lei 9.503, com vigência determinada para o ano seguinte (janeiro 1998), passou a competência da gestão do trânsito para os municípios. Entretanto, em 1997, Sorocaba já contava com seu órgão gestor, considerado entre poucos, como município pioneiro na gestão do tema. Em 1998, a cidade foi inscrita no Sistema Nacional de Trânsito – SNT, Portaria n.º 50, e desde então vem operando, planejando e fiscalizando o trânsito através de sua Secretaria de Trânsito.
OBJETIVOS DO CADASTRO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO

Os dados são processados e servem como subsídios para melhorar as condições de fluidez do tráfego urbano, através da aplicação de medidas de engenharia e campanhas de educação para o trânsito, com vistas a prosperar os níveis de qualidade de vida através da redução dos índices de acidentes no trânsito.
SICAT

O Sistema de Controle de Acidentes de Trânsito – SICAT da Urbes Trânsito e Transportes é baseado em estatística de acidentes viários urbanos, bem como em registros de vítimas que morreram em até 30 dias após a ocorrência dos acidentes de feridos graves, obtidas por indicação do Instituto Médico Legal - IML.

Por meio dessa ferramenta de trabalho, com base na metodologia da Global Road Safety Partnership (GRSP) entidade não governamental, criada pelo Banco Mundial a URBES se empenha, especialmente, através dos departamentos de Trânsito e Transportes, em implementar ações de Engenharia de Tráfego, Fiscalização, Educação e Infra-Estrutura Viária, de forma dinâmica, sustentada e contínua, visando uma Cidade de superior Segurança Viária, desenvolvida em sintonia com as necessidades da sua população. O objetivo visa ainda reduzir os níveis atuais de mortalidade e lesões graves por acidentes de trânsito na cidade, tendo como meta o índice de redução proposto pela Resolução da ONU de 50% em 10 anos (2011-2020), por meio de ações eficientes.

Contato: Tel.: (15) 3331-5000 / E-mail: ejunior@urbes.com.br